Fator | Performance Driven Marketing

O que não fazer no Google Ads: Parte 2

O que não fazer no Google Ads: Parte 2

Como mencionamos em nosso post anterior, é difícil acompanhar as estratégias do Google Ads. Reunimos os percalços comuns para ajudar os profissionais de marketing a combater equívocos e baixo desempenho.

Se você se deparou com essa postagem sem ter revisado o primeiro conjunto da série, certifique-se de revisar “O que não fazer no PPC Parte I”.

 

Investir sem estratégia

Como todas as tarefas na vida, é fundamental ter um objetivo em mente para estruturar suas campanhas de acordo. O que significa “ter um bom desempenho”? Ao longo dos anos, as metas comuns de Google Ads que vimos incluem:

  • Gerar receita
  • Visitas à loja
  • Conscientização da marca
  • Geração de Leads

Saber qual meta é mais importante para você o ajudará a identificar onde alocar seu orçamento e planejar as próximas etapas conforme os dados chegam.

 

Agrupar dispositivos

Sempre será importante separar suas campanhas para celular do tráfego de seu computador. Conforme a pesquisa para celular aumenta, você deve monitorar e ajustar isso separadamente de suas campanhas na web. Dessa forma, você pode fazer alterações nos dispositivos que deseja e nos resultados que cada um está fornecendo.

 

Anúncio só para chamadas

 

Anúncio de texto expandido para rede de pesquisa

 

Esqueça de dizer aos usuários o que fazer

Um CTA ou call to action é uma frase de “comando” que diz que ação tomar.

Todos nós sabemos que os usuários estão sobrecarregados com o conteúdo, então, como e por que essas pequenas frases são tão importantes?

Uma das razões por que é tão eficaz é porque motiva e simplifica as etapas que eles devem realizar, uma vez que entram em contato com seu produto ou serviço. Se eles estiverem passando por alguma dúvida, um grande apelo à ação pode fazer com que sintam que é uma solução simples.

Além disso, os CTAs se tornaram um padrão do setor porque os consumidores os esperam no final de uma página, argumento de venda ou anúncio. Você já leu um anúncio e pensou “Agora o que eu faço?” É muito satisfatório ter esse pensamento e ter o profissional de marketing fornecendo a resposta para isso. Omiti-los por completo ou não pensar muito nisso pode criar confusão na experiência do usuário.

 

Parar de monitorar

Ala! Você administrou um pouco de bruxaria e montou campanhas de bom desempenho. Você está pronto para sentar e relaxar, certo?

Não. Como mencionamos em nosso post anterior, a indústria de Google Ads está em constante evolução, o que significa que o gerenciamento de campanhas também está. Parar de monitorar suas campanhas não é algo que você possa se dar ao luxo de fazer. Esta é outra razão pela qual muitos contratam agências. Não se trata apenas de conseguir uma boa campanha, mas também de mantê-la. Então, quais são as coisas que você pode procurar quando tirar os olhos da bola:

  • Monitore seus orçamentos. Não deixe que suas campanhas de sucesso fiquem sem dinheiro enquanto outras ainda têm dinheiro sobrando.
  • Alinhe seu site aos padrões da indústria. Seus anúncios podem ter um desempenho até que as vacas voltem para casa, mas se seu site não estiver em conformidade, você poderá encontrar pessoas o abandonando.
  • Observe essas palavras-chave negativas. Nem tudo é positivo. Você deve certificar-se de bloquear pesquisas irrelevantes para seu próprio benefício.
  • Use a segmentação geográfica se for parte de sua meta.

Qualquer um dos pontos mencionados na Parte I ou acima será extremamente útil para criar campanhas de anúncios de qualidade em qualquer rede. Se você estiver interessado em ter outra pessoa para gerenciar essas campanhas para você, sinta-se à vontade para entrar em contato com um estrategista da Fator Digital para saber mais sobre como fazer isso acontecer.

 

Fator Digital

Somos uma agência de performance digital com cultura data-driven, moldada em 3 pilares: Design, Performance e Simplicidade.

Nos diferenciamos no mercado ao não fomentar o modelo tradicional de agência, que se propõe a ser apenas inquieto ou disruptivo. Nossa proposta consiste em ajudar empresas a terem sucesso no meio online através de ações eficientes de marketing digital.

Acreditamos na entrega de soluções, e não de serviços. Vendemos valor, e não tempo. Por isso pensamos as estratégias com foco em resultados que possam ser quantificados e qualificados.

Gostamos de dados, de como as coisas se conectam, mesmo quando parecem tão distantes. Aliás, acreditamos apenas em dados. O resto é achismo. E não trabalhamos com achismo na Fator.

RECEBA NOSSAS NOVIDADES EM PRIMEIRA MÃO!

Preencha seu nome e e-mail abaixo e enviaremos automaticamente as novidades do blog da Fator para você.