Fator | Performance Driven Marketing

Correspondência de palavras-chave no Google Ads: Entenda as diferenças

O Google Ads é uma rede de publicidade complexa, mas também cheia de recursos e ferramentas poderosas. Se você já utiliza o Ads há algum tempo, já está acostumado com as milhares de opções e configurações que estão disponíveis em apenas um clique. Uma destas opções é a capacidade de escolher como os seus anúncios serão acionados por suas palavras-chave. Caso você não tenha muita experiência, pode imaginar que o seu anúncio só irá aparecer para uma palavra-chave específica inserida, mas na verdade existem muitas maneiras de seu anúncio ser “chamado”.

A inteligência do Google consegue determinar rapidamente palavras-chave que são semelhantes as quais você inseriu em sua campanha. Isso significa que seu anúncio pode aparecer para uma variedade bem maior de palavras-chave do que você poderia imaginar. Então, para ter bons resultados nas suas campanhas de pesquisa, você precisa entender as diferenças entre os diferentes tipos de correspondência.

Para isso, preparamos um pequeno guia, que irá ajudar você a entender como os diferentes tipos de correspondência funcionam. Caso você nunca tenha ouvido falar dos diferentes tipos, não tem problema, pois ao terminar de ler você saberá como cada uma delas funciona e qual é a mais adequada para suas campanhas.

 

O que são correspondências de palavras-chave?

Como citamos anteriormente, os tipos de correspondência estão relacionados ao modo como certas palavras-chave irão acionar seus anúncios. Se o Google forçasse você a inserir cada uma das possíveis palavras-chave para as quais você gostaria de aparecer, a sua primeira campanha provavelmente estaria sendo configurada até hoje. Para evitar isso, você só precisa adicionar uma palavra-chave principal e o Google vai utilizá-la para encontrar palavras semelhantes e relevantes para seus anúncios. Para tornar as coisas um pouco mais complicadas, existem uma série de algoritmos diferentes que o Google utiliza para encontrar estas similaridades.

Como você pode ter imaginado, eles se chamam tipos de correspondência, e podem ter um impacto gigantesco em suas campanhas. Optar por palavras-chave muito amplas pode resultar em centenas de buscas não tão relevantes para a sua empresa, proporcionando um gasto alto e pouco resultado. Por outro lado, utilizar palavras-chave muito específicas pode resultar em nenhum tráfego, ou em um número muito pequeno de conversões.

Encontrar o tipo de correspondência adequado para a sua campanha é essencial se você deseja maximizar seus cliques, melhorar seu Índice de Qualidade e conseguir leads qualificados. Vamos, então, conhecer os diferentes tipos de correspondência e como eles funcionam.

 

Correspondência de Frase

O primeiro tipo de correspondência que veremos é a correspondência de frase. Ela inclui todas as pesquisas que possuem as suas palavras-chave na ordem que você escreveu. Ela é representada por aspas, então um exemplo seria “plano de saúde”. Caso você utilizasse esta correspondência, seu anúncio seria acionado para as seguintes pesquisas:

Melhor plano de saúde

Plano de saúde em Porto Alegre

Preço de plano de saúde

Etc.

Como você pode ver, todas as pesquisas têm a frase que você inseriu como palavra-chave na ordem, com palavras sendo inseridas no início ou no final dela. Ao usar este tipo de correspondência, você pode segmentar instantaneamente muitas pesquisas de cauda longa (com termos muito específicos, ou pesquisas muito grandes), que ainda assim serão relevantes para a palavra-chave original. A vantagem de utilizar este tipo de correspondência é que pesquisas de cauda longa geralmente são mais baratas, já que não possuem tanta concorrência e um volume de pesquisa menor. Porém, quando você soma 100 pesquisas “menores”, seu volume total será bem significativo.

 

Correspondência Exata

A segunda correspondência é a correspondência exata. Ela se concentra especificamente no que você inseriu como palavra-chave, com um número muito pequeno de variações. Às vezes, você de fato precisa segmentar apenas uma palavra-chave, por causa do seu produto ou serviço, sem que variações sejam possíveis.

Para fazer isso, você utilizará colchetes. Em nosso exemplo, [plano de saúde]. Nossos resultados seriam apenas variações próximas desta pesquisa, sem mais ou menos palavras:

Plano de saúde

Planos de saúde

Plano de saude

Você pode olhar para este resultado e pensar “mas elas estão muito semelhantes…”, e você estará correto. Esse é o ponto da correspondência exata. Ela oferece o menor alcance de palavras-chave, sendo a mais específica das que existem. Um ótimo exemplo é caso você tenha uma palavra-chave altamente lucrativa que deseja segmentar e não quer desperdiçar dinheiro com pesquisas que poderiam ser menos relevantes.

 

Correspondência Ampla

O próximo tipo de correspondência é a ampla. Ela é a correspondência padrão em todas as campanhas do Google Ads, e não possui símbolo para identificá-la. Ela é a mais ampla de todas, e engloba erros ortográficos, sinônimos, pesquisas relacionadas e outras variações possíveis.

Caso você procure a maior exposição possível, este é o caminho para seguir. Seguindo o nosso exemplo, ela seria plano de saúde. Possíveis resultados seriam:

Convênios de saúde

Melhores planos médicos

Plano de saúde em Porto Alegre

Contratar convênio médico

Etc.

Esta lista poderia seguir quase que indefinidamente, mas você já deve ter percebido a diferença. Qualquer coisa relacionada à palavra-chave original acionará seu anúncio, então você terá uma variedade gigante de termos de pesquisa que acionaram a sua palavra-chave.

Dentro da correspondência ampla, temos a ampla modificada, que é representada como +plano +saúde. Ela funciona como uma junção da correspondência ampla e de frase. Ela acionará seu anúncio para pesquisas que possuam os termos que você inseriu, assim como sinônimos. As diferenças para a correspondência de frase são que a ordem não importa e você pode ter palavras entre os termos, e a diferença para a ampla é que você “limita” um pouco o algoritmo do Google, como se estivesse “dando um caminho” para ele buscar termos similares, e assim limitando um pouco o número de pesquisas que irão acionar seu anúncio.

Campanhas diferentes terão desempenhos diferentes, dependendo da configuração. Se você deseja o melhor retorno em suas campanhas, é melhor experimentar os diferentes tipos de correspondência. Porém, antes de descobrir qual a melhor para a sua empresa, você precisa aprender sobre mais um assunto.

 

Palavras-chave Negativas

A última correspondência que veremos é a negativa, que tem como objetivo exatamente o contrário do que vimos até agora. Nesta correspondência, você diz ao Google para quais termos você não quer exibir seus anúncios.

Por mais estranho que isso possa parecer, é uma ferramenta muito útil. Digamos que você tenha um aplicativo de produtividade pago para celular e faça uma campanha para anunciá-lo. Dependendo do tipo de correspondência que você utiliza, ele poderia aparecer para pesquisas como aplicativo de produtividade gratuito, que não é uma pesquisa relevante para o seu produto.

Quando uma pessoa que procura por aplicativos gratuitos cair na sua página ao clicar no anúncio, ela ficará bem desapontada ao descobrir que precisa pagar pelo serviço. Isso fará com que você perca aquela conversão, inclusive gastando dinheiro com aquele clique que decepcionou seu possível cliente. Para evitar que situações assim ocorram, você precisa utilizar a correspondência de palavras-chave negativas.

Inserindo “gratuito” como uma palavra negativa, seus anúncios não aparecerão para qualquer pesquisa que tenha aquele termo. Pode não parecer algo incrível e inovador, mas com certeza pode fazer com que você economize bastante em suas campanhas.

 

Qual a melhor para mim?

Agora é o momento. Qual a melhor correspondência para a minha empresa? Pois então, a resposta para esta pergunta é muito simples: todos!

Mas como eu vou utilizar todos estes tipos de correspondência na minha campanha? Temos outra resposta simples: grupos de anúncio!

Ao utilizar grupos de anúncio, você pode dividir suas palavras-chave em diferentes categorias, com base na intenção de cada uma delas. Assim, você pode decidir qual correspondência é mais relevante para aquela intenção, e como você fará os seus anúncios com base nisso.

Na maioria dos casos você terá os melhores resultados utilizando palavras-chave exatas. O problema de começar com elas é que você vai levar muito tempo procurando e achando as melhores palavras nesta correspondência. Então, o que normalmente é feito é começar a campanha com correspondência ampla, ampla modificada ou de frase, e assim achar quais são as melhores buscas para seus anúncios, seja em número de cliques ou em taxa de conversão. Após um tempo, você pode pegar estas pesquisas com maior volume e melhores conversões e adicioná-las como exata. Neste momento, você também adiciona palavras-chave negativas, para evitar que seus anúncios sejam acionados por pesquisas irrelevantes, e assim terá uma campanha sólida em suas mãos.

Agora você sabe como cada um dos tipos de correspondência de palavra-chave no Google Ads funcionam. Seu tema de casa, então, é otimizar as suas campanhas com base no que aprendeu hoje, e assim obter o melhor desempenho com suas palavras-chave!

Fator Digital

Somos uma agência de performance digital com cultura data-driven, moldada em 3 pilares: Design, Performance e Simplicidade.

Nos diferenciamos no mercado ao não fomentar o modelo tradicional de agência, que se propõe a ser apenas inquieto ou disruptivo. Nossa proposta consiste em ajudar empresas a terem sucesso no meio online através de ações eficientes de marketing digital.

Acreditamos na entrega de soluções, e não de serviços. Vendemos valor, e não tempo. Por isso pensamos as estratégias com foco em resultados que possam ser quantificados e qualificados.

Gostamos de dados, de como as coisas se conectam, mesmo quando parecem tão distantes. Aliás, acreditamos apenas em dados. O resto é achismo. E não trabalhamos com achismo na Fator.

RECEBA NOSSAS NOVIDADES EM PRIMEIRA MÃO!

Preencha seu nome e e-mail abaixo e enviaremos automaticamente as novidades do blog da Fator para você.