Fator | Performance Driven Marketing

7 motivos para usar o microaprendizado no Ensino Superior

7 motivos para usar o microaprendizado no Ensino Superior

No mundo corporativo, flexibilidade e eficácia são uma prioridade para empresas que precisam que sua força de trabalho aprimore as habilidades enquanto mantém seu desempenho no dia a dia. Entre no microlearning: uma maneira nova e inovadora de fornecer aos funcionários uma maneira eficaz, porém simples, de aprender as habilidades de que precisam para ter sucesso no mundo digital.

À medida que o microlearning começa a ter sucesso entre os empregadores, o setor educacional agora está reconhecendo que a maneira como as pessoas aprendem está mudando, enquanto as plataformas nas quais aprendem também estão evoluindo. Focado em resultados de aprendizagem específicos, microlearning é um meio de ensinar e entregar conteúdo aos alunos em pequenas e sucintas rajadas. Oferece uma maneira de os alunos controlarem o que e quando aprendem.

Para educadores que procuram oferecer a profissionais que trabalham com oportunidades valiosas de aprimoramento de habilidades, o microlearning oferece uma maneira de se destacar da multidão. Neste artigo, examinamos 7 razões pelas quais o microlearning pode melhorar as habilidades de graduados e profissionais.

 

1) Retenção de informação

De acordo com o Journal of Educational Computing Research, o conteúdo curto gera mais de 20% a mais em termos de retenção de informações. A razão por trás disso é que o conteúdo de formato mais longo fornece muitas informações às pessoas, resultando em muito pouca interação entre as informações e o aluno.

O conteúdo longo sobrecarrega a memória de trabalho e pode levar à insegurança no ambiente de aprendizagem. Além disso, leva os alunos a ficarem sobrecarregados com informações, o que os torna incapazes de realizar o trabalho ativo necessário para tornar as suas informações úteis.

De acordo com Hermann Ebbinghaus, 70% de qualquer informação nova é perdida em 24 horas se não houver nenhum esforço para retê-la. Ao se envolver com um pequeno fragmento de conteúdo, o aluno tem muito mais probabilidade de absorver pontos-chave e retê-los como resultado, retendo as informações e usando-as em seu benefício em uma função.

 

2) Requer menos comprometimento

Por sua própria natureza, o microlearning condensa informações e remove todos os aprendizados estranhos. Ao fazer isso, ele reduz o comprometimento de tempo exigido dos alunos, tornando-o muito mais acessível para o aluno moderno e com pouco tempo do que outros métodos.

Além disso, como as lições de microlearning são tão curtas e compactas (entre 6 a 9 minutos no total), elas são a duração perfeita para períodos modernos de atenção. O tipo de conteúdo também ajuda no aprendizado, pois formatos visuais como vídeo e infográficos podem ajudar a aumentar o engajamento. Na verdade, os estimulantes visuais são duas vezes mais envolventes do que o aprendizado tradicional e mais eficientes na transferência de conhecimento.

A aprendizagem visual está em um ponto mais alto com um estudo recente sugerindo que 65% da população são aprendizes visuais. O microlearning usa essa mentalidade, usando informações visuais condensadas para fornecer resultados.

 

3) Aumenta a eficácia

O microlearning é voltado para a produção de um resultado ou resultado específico, em vez de apresentar fluxos infinitos de informações gerais. Por exemplo, olhe para o conhecimento de informática. O aprendizado tradicional envolveria aulas ministradas em horários designados, ensinando aos alunos como os computadores funcionam, bem como suas funções gerais em um sentido teórico prolixo.

Em contraste, o microlearning divide cada programa de computador em lições diferentes para que os alunos aprendam apenas os programas que precisam saber, permitindo que façam isso em seu próprio ritmo. Portanto, em vez de passar meses aprendendo sobre Photoshop, Excel, Word e Adobe, um funcionário poderia simplesmente fazer um curso de Excel e dominar o básico do programa em uma fração do tempo.

Essa abordagem não apenas garante que o aluno possa extrair totalmente as informações de que precisa de um determinado campo de especialização, mas também ajuda a garantir que as habilidades que adquiriu possam ser aplicadas em um sentido prático.

 

4) Foca na Relevância

Expandindo o último ponto, como o microlearning é orientado para a tarefa, ele elimina todas as informações estranhas; aparando a gordura em essência. Em vez de fornecer materiais de curso irrelevantes, o microlearning se esforça para fornecer aos alunos as informações exatas para que façam um trabalho com o melhor de suas habilidades.

Por exemplo, se um aluno está trabalhando para uma empresa que deseja investir mais em marketing digital, um curso online que oferece módulos pequenos sobre tópicos relevantes, como SEO ou análise, pode ajudar a aprimorá-los no trabalho quando necessário.

Nesse caso, o microlearning ajudará a ensinar habilidades de nicho que podem contribuir para os esforços de marketing e explicar o que é necessário para dominar o SEO, resultando em aumento de tráfego e conversões. Além disso, mostrará tudo o que você precisa saber para se tornar um especialista em SEO local, sem ter que aprender outras informações de marketing ou habilidades que não estão relacionadas à tarefa.

 

5) Permite personalização

Frequentemente, no ensino superior, ou mesmo com treinamento de habilidades tradicionais, todos os alunos matriculados em um programa serão ensinados e testados com as mesmas informações, independentemente de histórico ou experiência.

Com esse estilo de aprendizagem, alguns alunos podem acabar perdendo semanas ou meses, aprendendo coisas que já conhecem, pois o currículo é rígido e não pode ser personalizado. O benefício do microlearning é que é possível personalizar um curso de acordo com as necessidades e níveis de habilidade de cada aluno.

Esse nível de personalização significa que o aluno pode se concentrar em dominar as habilidades da área de especialização que serão mais benéficas para ele e sua função. Também pode significar que as tecnologias que estão usando (por exemplo, móveis) podem facilitar a aprendizagem em um nível mais pessoal.

 

6) Oferece alternativas econômicas

Uma das melhores coisas sobre o microlearning é que ele pode ser disponibilizado a qualquer pessoa em comparação com os programas tradicionais que podem ter um custo proibitivo para muitas pessoas e empresas, tornando-os menos valiosos, menos econômicos e mais demorados.

Considerando que o aluno médio se forma com dívidas acima de R$30.000, o aprendizado pode ser um negócio caro. Tendo o custo e o tempo uma prioridade para a maioria dos profissionais que trabalham, as opções alternativas de aprendizagem estão ganhando terreno significativo e emergindo rapidamente como uma forma preferível de aprimorar as habilidades.

Microlearning é uma opção de treinamento inestimável que fornece aos funcionários as habilidades de que precisam para fazer um trabalho bem feito sem ter que gastar quantias exorbitantes. Também pode democratizar o treinamento de habilidades e conhecimentos e torná-los mais acessíveis a todos, resultando em uma economia mais próspera e uma sociedade mais informada.

 

7) Previne o esgotamento

As implicações do microaprendizado vão muito além do treinamento de habilidades no local de trabalho, porque há muitos aspectos que podem ser incorporados aos ambientes de aprendizagem tradicionais para o benefício de alunos e educadores.

Por exemplo, a ênfase do microlearning em informações direcionadas, personalizadas e relevantes é ideal para estudantes modernos, porque poderia liberar mais tempo para se concentrar na aplicação de habilidades e conhecimento.

Da mesma forma, se as instituições de ensino investissem mais tempo na criação de recursos de microlearning, os educadores teriam mais tempo para se dedicar individualmente aos alunos, estimulando ainda mais seu desenvolvimento como resultado.

Além disso, ao oferecer opções de microaprendizado, as faculdades e universidades seriam capazes de atrair uma população mais ampla de alunos, especialmente se oferecerem programas de certificação de curto prazo em conjunto com seus programas tradicionais de graduação de vários anos.

Microlearning é uma solução de treinamento ideal para profissionais modernos, pois promete a maior recompensa em troca pelo menor número de recursos. Além disso, como as aulas são tão curtas e focadas, podem ser personalizadas e adaptadas, além de ser mais acessível do que o ensino tradicional.

Não vivemos mais em um mundo onde estamos sujeitos a condições de trabalho rígidas, limitadas pela localização física ou geográfica. No mundo de hoje, temos flexibilidade, autonomia e meios para fazer logon e adquirir novas competências, a qualquer hora e em qualquer lugar. O Microlearning atende às necessidades dos funcionários de hoje – futuros e atuais – perfeitamente.

 

Fator Digital

Somos uma agência de performance digital com cultura data-driven, moldada em 3 pilares: Design, Performance e Simplicidade.

Nos diferenciamos no mercado ao não fomentar o modelo tradicional de agência, que se propõe a ser apenas inquieto ou disruptivo. Nossa proposta consiste em ajudar empresas a terem sucesso no meio online através de ações eficientes de marketing digital.

Acreditamos na entrega de soluções, e não de serviços. Vendemos valor, e não tempo. Por isso pensamos as estratégias com foco em resultados que possam ser quantificados e qualificados.

Gostamos de dados, de como as coisas se conectam, mesmo quando parecem tão distantes. Aliás, acreditamos apenas em dados. O resto é achismo. E não trabalhamos com achismo na Fator.

RECEBA NOSSAS NOVIDADES EM PRIMEIRA MÃO!

Preencha seu nome e e-mail abaixo e enviaremos automaticamente as novidades do blog da Fator para você.